Você conhece Paulo Freire?

Paulo Freire en centroderecursosnormal1

Paulo Freire foi/é um pernambucano que escreveu e falou muito de educação. Não só falou e escreveu como também fez pela educação. Ele pensou a educação de uma forma que vai contra esse sistema industrial de educação. Mas acontece que poucas pessoas conhecem Freire e suas obras. E a gente sabe o quanto falam da importância da educação e o quanto que não fazem pela importância da educação.

Então… nas minhas pesquisas e andanças pela rede encontrei um conjunto de vídeos sobre a obra Pedagogia da Autonomia do Paulo Freire. Para mim é como se fosse um curso bem detalhado sobre sua obra, com roteiro, direção e apresentação do prof. André Azevedo da Fonseca.

O projeto Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire, consiste na produção de um conjunto de 30 vídeos a serem veiculados semanalmente, de forma aberta e gratuita, no YouTube. O objetivo é apresentar os conceitos fundamentais do livro “Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa”, de Paulo Freire, a partir de uma linguagem acessível a estudantes, professores e a todas as pessoas interessadas em educação.
Projeto realizado com financiamento coletivo através do Catarse https://www.catarse.me/pt/paulofreire

Vamos aproveitar! Pega o livro, leia o livro e vai assistindo ao projeto. Temos muito a aprender com as ideias do Freire. Não vou falar muito dele não pra vocês buscarem conhecê-lo. Não é só a galera que é da área da Educação que deveria conhecer o cara. Mas todos que sabem da importância de se falar/escrever/refletir/debater sobre educação!

Ha, aqui o Facebook do projeto.

Falouuu! 🙂

Internet na Escola

11825091_105666929782738_6488611597842740047_n  11873700_117522075263890_7540504173141752544_n11855705_110895352593229_273835096341391886_n

Eu quase sempre (olha o paradoxo) passo horas na internet. As vezes vendo coisas que podem ser consideradas fúteis (como qualquer outro ser humano), mas muitas vezes pesquisando, procurando temas relacionados à Educação, principalmente em relação à engajamento e educação inovadora. A internet é uma ferramenta que revolucionou a forma de aprender e de passar conhecimentos, por meio da comunicação e barreiras que podem ser rompidas.

Apesar de nem sempre ela ser usada de maneira coerente por algumas pessoas, é uma ferramenta que também pode ser usada para revolucionar a forma de se ensinar nas escolas. Concordo que as escolas devem sim ter uma internet de qualidade. Estudei em escolas públicas a minha vida inteira e sei como alguns recursos são difíceis de chegar nas escolas devido à burocracia e muitas vezes quando chegam não são utilizados ou são utilizados somente na parte de gestão da escola. Ou seja os alunos não tem acesso. Devido ao problema de mal uso dessa ferramenta pelos alunos, mal uso que ao invés de melhorar os resultados do ensino-aprendizagem fazem piorar.

Acredito que para essa ferramenta ser mais utilizada em sala de aula, primeiro deve-se educar os alunos para seu uso, entender sobre o que é bacana e o que não é bacana de se fazer unindo ética, política e consciência, para que essa ferramenta possa ser usada de uso coerente e com bom senso pelos educandos.

Nessas minhas pesquisas de assuntos relacionados à Educação, encontrei o projeto Internet na Escola, uma mobilização em prol do acesso à uma internet de qualidade dentro das escolas. Você pode mandar um e-mail para a presidente Dilma para que as escolas recebam melhorias na internet, como objetivo 10 MEGA até 2016.

POR QUE A FALTA DE CONECTIVIDADE NAS ESCOLAS É UM PROBLEMA URGENTE?

Em um mundo cada vez mais conectado, é urgente que as escolas públicas brasileiras tenham acesso rápido à internet. O programa Banda Larga nas Escolas determina uma conexão de 2 MEGA, mas isso é muito pouco e muitas vezes não chega até as salas de aula ou aos laboratórios de informática.

Já há muitos conteúdos educativos incríveis e gratuitos disponíveis na internet. Mas, sem acesso à rede nas escolas, alunos e professores não conseguem acessar todo esse material.

Além de democratizar o conhecimento, a internet na escola pode ser o catalisador de uma educação de qualidade em grande escala no país. Com isso, todo mundo ganha: alunos, escolas e toda a sociedade.

A mobilização é uma realização do Instituto InspirareNossas cidadesInstituto de Tecnologia e Sociedade do Rio e Fundação Lemann.

Para curtir Internet na Escola! Participe do Engajamento, é muito importante, mesmo que nem todos resultados sejam alcançados o importante é tomarmos consciência de que nós podemos transformar e sermos protagonistas da nossa sociedade. Até mais!

Uma aula por semana – Teatro PODE!

Esse post da categoria “Uma aula por semana” é da semana passada, está atrasado, mas vamos lá!

Eu amo Teatro, assistir peças me leva para outro universo. Cada vez que saio de um espetáculo eu acho que estou em outro mundo rsrs. Nunca tive muitas aulas de teatro na escola, apenas no 2º e 3º ano do Ensino Médio, o que me aproximou um tiquinho do mundo do atuar, escrever e dirigir uma peça, tudo graça a uma linda professora que estou com saudades, Ivonei Calado. Ela faz um lindo trabalho com todas as turmas da manhã do Centro de Ensino Médio 09 de Ceilândia, aproximando os alunos cada vez mais desse lindo universo.

Quando eu comecei a me aproximar do teatro, por causa dessa professora maravilhosa, me deu até vontade de fazer Artes Cênicas, decorei o monólogo, me inscrevi no vestibular, mas, deu um rolo ai e não fui fazer a prova específica, acabou que desisti. 😦 Porém, como as coisas melhoram da maneira que a gente menos espera (mantra esse que aprendi com meu namorado rsrs obrigada Luan 🙂 ). E não é que apareceu a oportunidade de fazer um curso de teatro na universidade? Duas vezes por semana, bem tranquilo e vamos aprendendo… essa semana continuamos os ensaios da peça que iremos apresentar.

´É o curso de teatro da PODE!, com a Clarissa e o Matheus. Estou terminando o iniciante I, foram muitos aprendizados. O teatro realmente muda muita coisa na gente, sobretudo a timidez e a autoestima, além de que você passa a olhar as coisas de uma maneira diferente e para de se importar também com o que os outros vão pensar das coisas engraçadas que você faz. Eu acho que o teatro deve fazer parte da educação das crianças, dos jovens e dos adultos, é uma arte que com ela se aprende muito e com certeza deveria ser mais difundida, para que todos possam ter acesso à essa cultura como todas as outras.

Exercício da máquina humana - Imagem: Teatro e Produções PODE!
Exercício da máquina humana – Imagem: Teatro e Produções PODE!

A Escola PODE! de Teatro oferece seus cursos  seguindo os princípios de que o teatro, por ser uma arte essencialmente agregadora, trabalha o autoconhecimento corporal e vocal; questões de timidez dentro de um ambiente acolhedor e profissional; permite o trabalho em grupo e as diversas formas de se portar em tal circunstância; a oportunidade de socialização; além do fator maior que á a diversão, pois que todas essas questões e outras são desenvolvidas de forma não invasiva através do contexto lúdico do teatro. Por serem oficinas voltadas para não atores, as atividades terão sempre o foco na promoção de qualidade de vida, permitindo que tudo o que for feito durante as oficinas possa ter efeitos positivos na vida cotidiana de cada um. Teatro e Produções PODE!

Mês que vem terá o 2º Festival PODE! de Teatro. Segue abaixo o cartaz:

2_festival_pode_de_teatro_para_web_0

Como o Festival é independente está havendo uma campanha, para ajudar na realização do espetáculo. Se você quiser participar é só clicar aqui. Além de ajudar, você recebe algumas recompensas. Bora fazer parte desse movimento super bacana?

Para conhecer mais a PODE!

SITE – FACEBOOK – YOUTUBE – INSTAGRAM

Documentário – Quando sinto que já sei

 Imagem: Quando sinto que já sei/Divulgação
Screen-Shot-2014-07-01-at-6.59.28-AM-940x383
Imagem: Quando sinto que já sei/Divulgação
Screen-Shot-2014-07-01-at-7.08.25-AM-940x383
Imagem: Quando sinto que já sei/Divulgação
Screen-Shot-2014-07-01-at-6.51.52-AM-940x383
Imagem: Quando sinto que já sei/Divulgação

O filme Quando sinto que já sei, com direção de Antonio Sagrado, Raul Perez e Anderson Lima, é um filme que apresenta a realidade de algumas práticas alternativas de educação, no Brasil. Mostrando o posicionamento de professores, gestores, pais e alunos.

É um documentário bastante interessante para quem gosta de educação e gosta de pensar novas práticas de fazer acontecer a educação. Mas recomendo que até mesmo, se você não é um estudioso da educação, assista o filme pois todo mundo está relacionado à ela. E não adianta apenas criticar a educação no Brasil, tem que procurar conhecer a educação e tentar resolver alguns mínimos problemas, começando primeiramente pela tomada de consciência.

Eu estou fazendo uma pesquisa na faculdade, que toma como base esse filme, iremos fazer uma análise crítica do mesmo e estudar as práticas alternativas de educação. Depois eu conto pra vocês o resultado. Inté mais 😉 Aproveitem!

Quando sinto que já sei: FACEBOOK / SITE

Você pode aprender o que quiser

Este post é de publicação original RESCOLA – VOCÊ PODE APRENDER O QUE QUISER do autor Renato Carvalho.

Este belo vídeo, é parte de uma campanha da Khan Academy, baseada nas descobertas da Dra. Carol Dweck, professora de psicologia da Stanford University.

A Dra. Dweck descobriu que o “tipo” de elogio que as crianças costumam receber dos seus pais é um dos principais fatores que a levam a assumir uma das duas posturas possíveis em relação ao aprendizado: a Mentalidade Fixa (Fixed Mindset) ou a Mentalidade de Crescimento (Growth Mindset).

share-thumb-d

Se você também acha que todo mundo pode aprender qualquer coisa, visite o site da campanha da Khan Academy.

2 sites para quem gosta de inovação na educação

RESCOLA
RESCOLA

Eu adoro ideias, eu adoro inovação. Pensar fora da caixa é importante para quem é artista (e não é, também) e o professor é um grande artista. O professor atua, ele se transforma em vários personagens diferentes para melhor ensinar (diferente de fingimento), o professor é artesão, ele cria instrumentos para melhorar a troca de conhecimento.

O professor  precisa ter ideias novas, ele precisa chamar a atenção. O professor que não busca ideias novas, que não busca outras formas de ensinar, usa apenas um recurso: o autoritarismo.

Eu estou buscando pensar novas práticas de educação, sejam elas formais, não formais ou informais. Então sempre procuro no oráculo, o tal do google mesmo, ideias inovadoras de educação. Quando eu faço esse exercício me sinto inspirada e passo a gostar mais ainda da educação.

Então, vão aí dois sites que falam de coisas novas na educação:

Logo-Porvir
PORVIR

1) PORVIR

O Porvir é um site lindo, lá garimpo ideias, vejo notícias, fico inspirada, apaixonada pela educação e admirada com o quanto que a educação é maravilhosa, universal, nela tudo pode, qualquer área, nela se insere.

O Porvir nos apresenta notícias e ideias sobre ensino híbrido, tecnologia, o tal do aprender fazendo, além de disponibilizar alguns e-books para professores ou qualquer interessado em educação.

RESCOLA
RESCOLA

2) RESCOLA

O Rescola é outro site lindo e apaixonante sobre educação, é basicamente sobre o reaprender a ensinar, nada mais nada menos que? Inovação mais uma vez.

10 pontos para a inovação, alguns poucos para a mesmice haha.

O Rescola apresenta entrevistas com alguns educadores, professores, além de  ferramentas e cursos para melhorar o ensino. Discussões sobre tecnologias, educação e muito mais!

Eu simplesmente adoro o Rescola, o Porvir e tais iniciativas para pensar ideias que podem melhorar a educação.

Passem lá e desfrutem de muitas ideias interessantes e inspiradoras. E se você conhece algum outro lugar por ai que fala de ideias inovadoras para educação me mostra, por favor, eu vou adorar! Até a próxima!